Os Donos da Casa: As Esponjas

27/09/2014 22:15

Quantas vezes você já escutou alguém reclamar que não viu nada durante o mergulho? Que não havia vida? Que só viu areia e pedra... Será que realmente foi assim?

Segundo os grandes pesquisadores existem hoje mais de um milhão de espécies de animais e metade delas está no mar! Então vamos analisar essa informação... se existem mais de quinhentas mil espécies de animais que vivem no mar, é praticamente impossível em um mergulho você não identificar nenhuma delas, concorda?

Será que você sabe o que está vendo durante o seu mergulho?

Quantas espécies de animais você identifica nesse pequeno espaço de costão?

Tudo bem, você vai justificar dizendo que foi clicada em algum lugar do Caribe, Fernando de Noronha, em Cuba ou até mesmo na Austrália, onde a vida é abundante, mas veja com atenção...  não temos peixe e com uma água menos clara já não saberíamos de onde foi tirada.

Pensando nisso decidi publicar a série "OS DONOS DA CASA", artigos que falam de animais não tão conhecidos dos mergulhadores: Esponjas, Corais, Gorgônias, Nudibrânquios, Poliquetas e outros. O objetivo é permitir que você se torne, ainda mais, apaixonado pelo fundo do mar... saber que existem pequenos animais tão interessantes quanto os golfinhos, baleias e tubarões... e com isso preservar ainda mais o nosso "parque de diversões".

As Esponjas...

O grupo mais primitivo dos animais - O Filo Porífero - do grego poros, "passagem"; e phoros, "que leva".  Dada sua imobilidade, durante muito tempo foram considerados vegetais.  São animais simples que filtram a água para respirar e se alimentar. Por sua simplicidade e falta de movimento, contrastam com outros animais em seu redor.

Quando se olha para as esponjas no ambiente subaquático de mares tropicais, parece forçado admitir que esses organismos imóveis com seus corpos irregulares e quase sempre ramificados sejam parte do panteão dos animais. Variam de tamanho, de alguns milímetros até mais de um metro em diâmetro e altura. Muitas espécies são de coloração viva, vermelho, roxo, verde, amarelo ou laranja, já algumas são marrons ou cinzas.

Para identificar uma esponja, normalmente você vai procurar em único animal ou em uma colônia, características como um orifício maior, chamado ósculo e vários poros menores, chamados de óstios. A água entra pelos poros e corre ao longo do corpo em um sistema de canais flagelados, passa pelo átrio (cavidade interna) e sai pelo ósculo. Ao entrar, a água traz oxigênio e partículas alimentares, como protozoários e algas unicelulares. Ao sair, carrega dióxido de carbono e resíduos.

A sobrevivência das esponjas depende do movimento de água em seu interior. Uma esponja com 10 cm de diâmetro chega a movimentar mais de 20 litros de água por dia.

Então...  agora você tem mais um objetivo para o próximo mergulho, identificar uma esponja entre mais de 8.000 espécies, com certeza algumas delas você vai ver! Não se esqueça, procure animais presos ao fundo, um único indivíduo ou uma colônia, que tenha um orifício maior e o corpo cheio de poros, com cores variadas. Combine com seu o dupla e qualquer dúvida, não se acanhe, mande uma foto e teremos o prazer de ajudar!

Você pode conhecer mais Os Donos da Casa nas próximas matérias ou no Curso AWARE - Fish Identification (Identificação de Seres Marinhos), consulte a nossa agenda!


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!